Os maiores festivais de Música do Brasil

Vocês com certeza nos últimos dias devem ter ouvido falar muito do Rock in Rio, evento que acontece em setembro desse ano no Rio de Janeiro ou até mesmo do Lollapalooza que acontece todos os anos no autódromo de São Paulo.

Pensando nisso resolvi escrever um post sobre os 4 maiores festivais de músicas no Brasil. Lembrando que essa lista não está por uma ordem de grandiosidade de evento, pois esses números mesclam todos os anos.

Rock in Rio (Rio de Janeiro)

Onde: Cidade do Rock

Apesar de se chamar Rock in Rio, conforme os anos foi passando o festival precisou se adequar a uma grande gama de ritmos e estilos, hoje em dia além das bandas de rock, temos a presença de muitos artistas pop, indie, axé, blues, entre outros. Em todos as edições do festival conta sempre com a presença de grandes artistas, por isso é um dos eventos mais esperados pelos brasileiros.

Sendo assim acaba chamando a atenção de um público variável, mesclando entre todos os estilos musicais. O festival foi criado por um empresário e publicitário brasileiro, Roberto Medina realizando o primeiro evento em 1985. Ao todo já foram realizadas 17 edições, sendo seis no Brasil, sete em Portugal, Três na Espanha e um nos Estados Unidos.

LAS VEGAS, NV – May 8: Atmosphere pictured at Rock In Rio in Las Vegas, NV on May 8, 2015. © Erik Kabik Photography/ Retna Ltd.

Apesar de em 2017 o evento ser realizado no Parque dos Atletas, o evento tem a sua própria área construída, a Cidade do Rock que fica no bairro de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro.  Lembrando que se você quiser comprar ingressos para a edição de 2017 ainda dá tempo, as vendas começam no dia 5 de abril de 2017.

Lollapalooza (São Paulo)

Onde: Autódromo de Interlagos

Lollapalooza podemos dizer que dessa lista é o evento que envolve os mais diferentes estilos musicais, desde rock alternativo, punk, heavy metal, grunge, Indie, pop, eletro, Hip-hop, entre outros.

O evento foi fundado em 1991 pelo músico estadunidense Perry Farell, como uma despedida da banda Jane’s Addiction e mais tarde se tornou um festival alternativo, sendo considerado hoje um dos maiores festivais do planeta.

O evento acontece anualmente no Brasil no autódromo de interlagos em São Paulo, Estados Unidos, Chile, Argentina, Alemanha e Colômbia. A primeira edição brasileira aconteceu em 2012 no Jockey Club de São Paulo, e contou com a presença de bandas como Foo Fighters e Artic Monkeys.

Esse ano o Lollapalooza acontece esse mês de março, nos dias 25 e 26 e os grandes destaques desse ano são artistas e bandas como Mettalica, The Chainsmokers, The Weeknd, Melanie Martines e a cantora dinamarquesa MØ.

Os ingressos ainda estão à venda e podem ser encontrados no site da Tickets for Fun clicando aqui, no valor de R$ 470 inteira para um dia de evento e R$ 920 para os dois dias de festival. Já tive a oportunidade de conhecer o festival e com certeza vale muito a pena pela quantidade de bandas e coisas para se fazer durante o evento. E se você não conseguir ir, não fique triste, o canal de TV Multishow exibe todos os detalhes do Lollapalooza.

Planeta Atlântica (Florianópolis – SC)

O festival planeta Atlântida acontece anualmente desde 1996 durante o verão nos meses de fevereiro. É organizado pela rede Atlântida de rádio.

Com um público de aproximadamente 70 mil pessoas por noite, com uma lineup que vai de Rock, Pop e Eletro, até o funk e o Indie.

Tomorrowland (Itu – SP)

Onde: Arena Maeda

Tomorrowland é considerado por muitos o maior festival de música Eletrônica do planeta, e temos motivos para confirmar isso. Veja abaixo um vídeo que em cada edição do evento é divulgado

O evento de origem Bélgica em 2005 teve a sua primeira passagem pelo Brasil em maio de 2015. O evento é composto por um cenário lúdico relacionado a fabulas, como podemos ver desde todo o design, como nos palcos ingressos, marketing e toda a estrutura que é montada para o evento.

Desde a sua chegada no Brasil é realizado na cidade de Itu, interior de São Paulo no Arena Maeda. Só na sua primeira edição, o evento contou somados os dois dias mais de 180 mil pessoas e 187 DJs entre brasileiros e internacionais.

Todos os anos o evento aborda um tema diferente, sempre relacionado há algum universo lúdico, por exemplo, na primeira edição brasileira se chamava “The Book of Wisdom” (O livro da sabedoria). Além de toda superprodução é composto por performances de artistas, fontes de águas, fogos de artificio, contos de fadas e muita simbologia, podemos mesmo comparar uma certa comparação com o universo Disney World.

Além do palco principal, são montados outros seis palcos e segundo a produtora responsável pela organização do evento ID&T estão confirmadas edições até o ano de 2020, fato que ficou meio duvidoso nesse ano de 2017, no qual a edição foi cancelada, a justificativa foi pela falta de condições logísticas e questões econômicas que o brasil enfrentou no último ano. Com certeza é um dos eventos que eu ainda pretendo conhecer.

Espero que tenham gostado do post de hoje, pretendo futuramente visitar esses eventos e com certeza trazer mais posts e vlogs no meu canal do youtube, pra com certeza deixar vocês com gostinho de querer também conhecer os eventos. Até a próxima!

 

Conheça Ilhabela e São Sebastião

Olá pessoal, como vai?

O vídeo que eu trouxe essa semana para o canal foi um pouco diferente e confesso que amei fazer um vídeo assim, porém não vai ser algo frequente porque digamos eu não sou uma pessoa que viaja muito (quem sabe mais pra frente), mas sempre que for fazer algo novo com certeza vou investir nesse formato. Enfim, nesse post vou falar um pouco das praias que aparecem no vlog, que está logo abaixo caso não tenha assistido, confira:

Agora vamos falar um pouquinho sobre como foi essa viagem e um pouco de tudo que aparece no vídeo. Sim, na imagem abaixo sou eu, ficou muito conceitual, ou melhor, bem humanas, estava quase aplaudindo o sol.

Mirante em Ilhabela às 17:00 no pôr do Sol
Mirante em Ilhabela às 17:00 durante o pôr do Sol

O destino desse vídeo foi Ilhabela e São Sebastião, um dos lugares mais bonitos para você visitar caso queira conhecer o litoral norte de São Paulo. Praias limpas, paradisíacas, com ótimas cachoeiras e um lugar que você sempre tem o que fazer independente de dinheiro ou não. Principalmente na época do carnaval, onde tudo é mais animado, época qual eu todo ano visito a região, o único fator negativo é que a cidade fica mais cheia, mas nada que impeça a diversão entre família e amigos.

Ao fundo a praia de Calheitas em São Sebastião, considerado por mim uma das praias mais bonitas que eu já visitei na vida.
Ao fundo a praia de Calheitas em São Sebastião, considerado por mim uma das praias mais bonitas que eu já visitei na vida.

Praias visitadas no vídeo (por ordem de aparição)

Praia de Barequeçaba – São Sebastião

Uma praia consideravelmente pequena, em menos de trinta minutos você consegue andar por toda orla da praia de canto a canto, águas cristalinas, em um mergulho você consegue enxergar tudo, tudo mesmo, incluindo peixes, sem poluição e quase nenhuma onda. É um verdadeiro piscinão, ótimo para curtir com a família e amigos, além de tudo isso que citei acima, a praia é consideravelmente vazia em relação a outras do litoral norte paulista.

No vídeo ela aparece na parte que faço mergulho e ando de disco Bolt, é a praia que fica do lado da casa onde normalmente eu fico hospedado.

Como eu disse é uma praia consideravelmente pequena em relação à outras da região.
Como eu disse é uma praia consideravelmente pequena em relação à outras da região.

Praia de Guaecá – São Sebastião

A praia é bem limpa, assim como a maioria das praias em São Sebastião, porém ao contrário de Barequeçaba ela tem uma orla bem grande e um considerável número de pessoas. Mas isso não faz ela ser ruim, muito pelo contrário, é ótima, uma das minhas preferidas. O ponto chato é que nessa praia não tem muito o que fazer, a não ser tomar sol e nadar no mar. Na beira dela tem casas (mansões) que deixam você de queixo caído. É a primeira praia que aparece no vlog dos 00:08 ao 01:10.

Em uma única foto é impossível ver toda extensão da praia.
Em uma única foto é impossível ver toda extensão da praia.

Praia da Feiticeira – Ilhabela

A Praia da feiticeira com certeza é uma das mais bonitas de Ilhabela, pequena e escondida, fica em uma das localizações mais bonitas da ilha, o acesso à ela se dá apenas a pé pois é preciso passar por uma pequena trilha de 5 minutos de caminhada para então chegar ao destino.

Praia de águas claras ela se mistura com água doce, pois ao lado dela tem uma cachoeira que deságua no mar, você também pode se banhar em uma pequena queda d’água que fica no começo da praia.

A parte ruim é para as crianças ou pessoas que não sabem nadar pois ela é muito íngreme, em cinco passos eu consegui cobrir todo o meu peito de água, e olha que eu tenho 1,88 de altura. Apesar de mostrar algumas pedras nas imagens, elas ficam localizadas apenas nos cantos da praia. Vale a pena o passeio.

Praia de Calhetas – São Sebastião

A Praia por mim considerada a mais bonita de todas, é de tirar o folego o local. O acesso à ela é um pouco diferente, se você vai de carro é necessário estaciona-lo na própria rodovia, pois é o único método de chegar no local. Você precisa andar pela via por uns 10 minutos, e vai por mim, não é uma caminhada chata, muito pelo contrário, você tem uma vista incrível de toda orla. Depois de andar pela rodovia você ainda passa por uma trilha no meio de um parque com muitas arvores e cachoeiras, completando a beleza do lugar.

A trilha é bem aberta, com espaço de passar um carro, porém o acesso é apenas a pé. Bem íngreme é um ótimo exercício físico (haha), totalmente iluminada. Aliás, uma dica, leve repelente porque voltei de lá com ótimas picadas de insetos, enfim…

Apesar de ser bem isolada, na beira da praia tem casas, ou melhor grandes casas, isso você consegue notar já na entrada do local que é protegida por um guarita o que aumenta a segurança da região.

A vista é simplesmente incrível, a praia é como se fosse uma espécie de ilha de areia cercada pelo mar dos dois lados. Ela aparece no final do vlog a partir dos 9:00 ao fim do vídeo.

É isso ai pessoal, espero que tenham gostado do vídeo e do post, não esqueça de curtir a fã page do blog, de se inscrever no canal porque assim você fica por dentro de todas as novidades.

 

Eu Visitei – Paranapiacaba

Olá pessoal! estou de volta com mais um post da série EU VISITEI, parece que o negócio está crescendo né? Tá nem tanto, mas bora lá…

No último sábado, dia 16 de julho eu visitei uma das cidades mais históricas e curiosa do interior de São Paulo, município de Santo André, a chamada Paranapiacaba. Agora é aquela hora em que você me pergunta, o que tem de legal para fazer por lá? Calma, vai lendo e acompanhando.

banner

Paranapiacaba fica no meio do serrado e é uma local que vem diminuindo a cada ano sua população, (por mim seria considerada uma vila, porém vamos levar em conta a forma como ela é documentada, como cidade) uma breve andada, é possível perceber que a população é bem idosa, a região tem de tudo, pousada, restaurante, cartório, posto, policia, museu, digno de tudo que uma cidade precisa para ser considerada como tal.

A cidade surgiu em 1867 quando britânicos desembarcaram no Brasil para iniciar a construção da primeira estrada ferroviária paulista, que se instalaram na região pois ficava no meio da rota que ligava Jundiaí ao Porto de Santos, assim erguida por ingleses.

Se você for para Paranapiacaba esteja preparado para tudo em um único dia, vá sempre de calça e leve um agasalho, pois pelo fato dela estar no meio de serras, o clima muda constantemente, por exemplo comigo, cheguei por volta do meio dia, de manhã o tempo estava chuvoso, por volta de umas 14 horas o tempo ficou quente, depois as 16 horas o tempo ficou nebuloso, uma névoa que você não conseguia enxergar uma pessoa a 100 metros de distância na sua frente, sabe Silent Hill? Pois é, fica igualzinho, confira mais abaixo esse relato no vídeo que está no fim do post.

1.JPG

O local é bem turístico, nos fins de semana, onde o lugar fica mais movimentado, é comum ver pessoas de todas as idades, desde grupos de amigos até famílias que vão para conhecer os locais. As casas ainda são as mesmas do século passado, de madeiras, são raras construções modernas, desde o design até a estrutura.

Mas Rodrigo o que eu posso fazer de legal em Paranapiacaba? Se você gosta de fotografia e de estar em contato com a natureza, é o local perfeito para isso. As locomotivas antigas, a estação de 1867 desativada, as casas em cima de colinas onde ao horizonte você pode ver o pôr do sol, com certeza vão render fotos MARAVILHOSAS. É bastante comum você ver noivos, casais fazendo sessões de fotos e gravações por lá.

13645195_1246541215377050_2205378763947335456_n.jpg

CURIOSIDADE: A minissérie “Drácula, uma História de Amor” exibida em 1980 na TV Tupi foi gravada inteira lá, por conta da arquitetura inglesa que a cidade carrega pois lembrava muito a Inglaterra.

Se você é uma pessoa que gosta de fazer trilha, tomar banho de cachoeira, também é um lugar ideal, mas para isso você precisa chegar cedo, e de preferência estar acompanhado por alguém que conhece o local. A cachoeira mais próxima da cidade fica há duas horas de caminhada por trilha, existem pelo menos seis trilhas. Também existem Cavernas por lá.

A linha férrea que corta a cidade é desativada para transporte urbano, apenas uma linha passa por lá, somente em dias específico, o chamado expresso turístico, que você pode conhecer melhor clicando aqui, é uma forma mais divertida de você chegar no local, sem falar na incrível vista que o percurso proporciona, já que passa no meio das serras. A linha é a mesma que é utilizada para chegar até o porto de Santos, porém só corta a região.

2

Se você está indo lá pela primeira vez, assim como eu fui, leve dinheiro, pois a maioria dos comércios não aceitam cartão, algumas vendas até aceitam, mas se previna com dinheiro porque não é sempre que as maquininhas funcionam, já que não tem absolutamente nenhum sinal de celular, pelo menos comigo, essa foi a experiência. A comida é bem baratinha, com 15 reais você come à vontade em um self-service que tem dentro da cidade.

IMG_9184.JPG

Se você reside em São Paulo, é bem simples chegar em Paranapiacaba, basta você pegar a linha 10 Turquesa da CPTM e descer na última estação “Rio Grande da Serra” (saindo da estação Brás que é a primeira estação da linha, você demora cerca de uma hora para cruza-la), descendo na estação, tem um ônibus intermunicipal chamado 424 Paranapiacaba da Viação Ribeirão Pires, que custa R$3,90 ele leva você até a entrada da cidade.

Ou também, você pode escolher a opção do expresso turístico que eu especifiquei acima clicando aqui. Esse modo é um pouco mais caro, porém a visita é monitorada e de uma forma diferente e entretida, já que é realizado dentro de um trem turístico que sai da estação Luz da CPTM.

Então é isso pessoal, se você procura fugir da correria paulistana e não tem muito dinheiro para gastar em um passeio, conhecer Paranapiacaba é um programa ideal para um fim de semana tedioso em casa. Confira abaixo os meus SNAPS pela região, ah! E se não me adicionou ainda, trate de adicionar (r0drig0_lima) e não esqueça de curtir a pagina do blog “clicando aqui”. Até a próxima!

 

Eu Visitei: Beco do Batman

Se você mora, ou está visitando a cidade de São Paulo, e dizer que não tem nada para fazer, está mentindo. Para os que não sabem, eu moro em São Paulo, ou melhor, sempre morei, e estou com um novo objetivo aqui no Blog.

Semana passada, durante a virada cultural, visitei alguns pontos de São Paulo e tive uma ideia. Pretendo agora visitar alguns locais turísticos paulista e fazer posts sobre eles, e para começar vou falar sobre o Beco do Batman.

IMG_2134O Beco do Batman é uma travessa que fica localizada na Vila Madalena, Zona Oeste de São Paulo. O bairro é popularmente conhecido pelos diversos bares e restaurantes que estão localizados na região.

O lugar composto por várias paredes grafitadas, e o objetivo do passeio é a possibilidade de tirar fotos bem legais e divertidas com essas paredes ao fundo. São mais de 200 grafites com desenhos bem lúdicos, que mexem com o nosso imaginário.

IMG_22100

O local é tão legal de tirar foto, que é comum revistas, empresas de publicidade e marcas de roupas, realizarem ensaios fotográficos.  Nos finais de semana, por exemplo, o movimento fica mais intenso, muitos turistas, até mesmo paulistanos visitam com frequência a região.

2

IMG_2292

Porque Beco do Batman?

O trecho ganhou esse nome por conta do primeiro grafite que apareceu lá, por volta da década de 1980, quando foi encontrado um desenho do homem morcego dos quadrinhos, desde então, os desenhos foram se espalhando e deixando o local mais colorido, com mais vida e mais frequentado, se tornando uma verdadeira galeria de arte a céu aberto. No site da prefeitura por exemplo, a região é classificada como ponto turístico e também é realizada visitas monitoradas.

IMG_2153

Atualmente, as paredes do Beco do Batman são disputadíssimas por grafiteiros, e são constantemente renovadas. A cada visita é possível encontrar uma nova pintura, o que faz com que os visitantes retornem mais e mais vezes.

Onde fica?

O Beco do Batman fica entre as Ruas Gonçalo Afonso e Medeiros de Albuquerque, no bairro da Vila Madalena, zona Oeste de São Paulo. As estações mais próximas da região é a Clinicas (Linha verde) e Fradique Coutinho (Linha Amarela).

 

Não esqueça de curti a fã page CLICANDO AQUI

E comente se você já visitou o local, o que achou, se pretende… Quero te ouvir, até a próxima!