Os maiores festivais de Música do Brasil

Vocês com certeza nos últimos dias devem ter ouvido falar muito do Rock in Rio, evento que acontece em setembro desse ano no Rio de Janeiro ou até mesmo do Lollapalooza que acontece todos os anos no autódromo de São Paulo.

Pensando nisso resolvi escrever um post sobre os 4 maiores festivais de músicas no Brasil. Lembrando que essa lista não está por uma ordem de grandiosidade de evento, pois esses números mesclam todos os anos.

Rock in Rio (Rio de Janeiro)

Onde: Cidade do Rock

Apesar de se chamar Rock in Rio, conforme os anos foi passando o festival precisou se adequar a uma grande gama de ritmos e estilos, hoje em dia além das bandas de rock, temos a presença de muitos artistas pop, indie, axé, blues, entre outros. Em todos as edições do festival conta sempre com a presença de grandes artistas, por isso é um dos eventos mais esperados pelos brasileiros.

Sendo assim acaba chamando a atenção de um público variável, mesclando entre todos os estilos musicais. O festival foi criado por um empresário e publicitário brasileiro, Roberto Medina realizando o primeiro evento em 1985. Ao todo já foram realizadas 17 edições, sendo seis no Brasil, sete em Portugal, Três na Espanha e um nos Estados Unidos.

LAS VEGAS, NV – May 8: Atmosphere pictured at Rock In Rio in Las Vegas, NV on May 8, 2015. © Erik Kabik Photography/ Retna Ltd.

Apesar de em 2017 o evento ser realizado no Parque dos Atletas, o evento tem a sua própria área construída, a Cidade do Rock que fica no bairro de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro.  Lembrando que se você quiser comprar ingressos para a edição de 2017 ainda dá tempo, as vendas começam no dia 5 de abril de 2017.

Lollapalooza (São Paulo)

Onde: Autódromo de Interlagos

Lollapalooza podemos dizer que dessa lista é o evento que envolve os mais diferentes estilos musicais, desde rock alternativo, punk, heavy metal, grunge, Indie, pop, eletro, Hip-hop, entre outros.

O evento foi fundado em 1991 pelo músico estadunidense Perry Farell, como uma despedida da banda Jane’s Addiction e mais tarde se tornou um festival alternativo, sendo considerado hoje um dos maiores festivais do planeta.

O evento acontece anualmente no Brasil no autódromo de interlagos em São Paulo, Estados Unidos, Chile, Argentina, Alemanha e Colômbia. A primeira edição brasileira aconteceu em 2012 no Jockey Club de São Paulo, e contou com a presença de bandas como Foo Fighters e Artic Monkeys.

Esse ano o Lollapalooza acontece esse mês de março, nos dias 25 e 26 e os grandes destaques desse ano são artistas e bandas como Mettalica, The Chainsmokers, The Weeknd, Melanie Martines e a cantora dinamarquesa MØ.

Os ingressos ainda estão à venda e podem ser encontrados no site da Tickets for Fun clicando aqui, no valor de R$ 470 inteira para um dia de evento e R$ 920 para os dois dias de festival. Já tive a oportunidade de conhecer o festival e com certeza vale muito a pena pela quantidade de bandas e coisas para se fazer durante o evento. E se você não conseguir ir, não fique triste, o canal de TV Multishow exibe todos os detalhes do Lollapalooza.

Planeta Atlântica (Florianópolis – SC)

O festival planeta Atlântida acontece anualmente desde 1996 durante o verão nos meses de fevereiro. É organizado pela rede Atlântida de rádio.

Com um público de aproximadamente 70 mil pessoas por noite, com uma lineup que vai de Rock, Pop e Eletro, até o funk e o Indie.

Tomorrowland (Itu – SP)

Onde: Arena Maeda

Tomorrowland é considerado por muitos o maior festival de música Eletrônica do planeta, e temos motivos para confirmar isso. Veja abaixo um vídeo que em cada edição do evento é divulgado

O evento de origem Bélgica em 2005 teve a sua primeira passagem pelo Brasil em maio de 2015. O evento é composto por um cenário lúdico relacionado a fabulas, como podemos ver desde todo o design, como nos palcos ingressos, marketing e toda a estrutura que é montada para o evento.

Desde a sua chegada no Brasil é realizado na cidade de Itu, interior de São Paulo no Arena Maeda. Só na sua primeira edição, o evento contou somados os dois dias mais de 180 mil pessoas e 187 DJs entre brasileiros e internacionais.

Todos os anos o evento aborda um tema diferente, sempre relacionado há algum universo lúdico, por exemplo, na primeira edição brasileira se chamava “The Book of Wisdom” (O livro da sabedoria). Além de toda superprodução é composto por performances de artistas, fontes de águas, fogos de artificio, contos de fadas e muita simbologia, podemos mesmo comparar uma certa comparação com o universo Disney World.

Além do palco principal, são montados outros seis palcos e segundo a produtora responsável pela organização do evento ID&T estão confirmadas edições até o ano de 2020, fato que ficou meio duvidoso nesse ano de 2017, no qual a edição foi cancelada, a justificativa foi pela falta de condições logísticas e questões econômicas que o brasil enfrentou no último ano. Com certeza é um dos eventos que eu ainda pretendo conhecer.

Espero que tenham gostado do post de hoje, pretendo futuramente visitar esses eventos e com certeza trazer mais posts e vlogs no meu canal do youtube, pra com certeza deixar vocês com gostinho de querer também conhecer os eventos. Até a próxima!

 

Um pouco da Campus Party 2017

Acabou hoje em São Paulo na arena Anhembi a décima edição da Campus Party, um dos principais eventos tecnológicos que acontece anualmente no Brasil. Novamente tive o enorme prazer pelo segundo ano consecutivo de poder cobrir o evento diretamente para o blog. No post de hoje deixei um resuminho de tudo o que aconteceu e também um pouco da história do evento e os dados desse ano.

img_1245

O principal objetivo do evento é tratar de questões relacionadas a internet, reunindo um grande número de comunidades e usuários da rede. O evento visa proporcionar palestras de CEOs, influenciadores, pessoas relacionadas ao mundo da tecnologia, ciência, empreendedorismo, criatividade, games, design, inovação, entretenimento e mídias sociais como blogueiros e alguns youtubers, tratando sempre de assuntos que envolvem a sociedade contemporânea moderna e a inovação tecnológica, separadas em dez palcos.

História

A primeira edição do evento aconteceu no ano de 2008 em São Paulo e depois disso se espalhou para algumas regiões do Brasil como Brasilia, Recife e Belo Horizonte. O interessante do evento é a possibilidade dos participantes poderem acampar lá dentro durante 24 horas do dia durante toda a semana.

Os Números de 2017

O evento desse ano começou no dia 30 de Janeiro e acabou no dia 4 de fevereiro, com a participação de mais de noventa mil pessoas, entre profissionais da imprensa, campuseiros e visitantes.

Reunindo 40% do público feminino e 60% do público masculino, deixando explicitamente que o evento reúne também a diversidade de pessoas, sendo a maioria delas do mundo Geek e Nerd. Foram 6.500 barracas, sendo 6 mil simples e 500 duplas e cerca de 60% dos campuseiros tinha idade entre 18 e 29 anos.

IMG_1258.JPG

Representatividade 

A representatividade feminina também cresceu nos últimos anos pra cá, cerca de 40% de 750 palestrantes são mulheres, o que em 2008 não chegava nem há 5% desse número, mostrando também que o cenário social está mudando rapidamente.

Foram realizadas mais de 750 horas de atividades, dentre elas palestras, workshops e reuniões, pois também é o local onde cerca de 160 Startups participaram do programa Startup&Makers a procura de novas idéias, novos mercados e soluções tecnológicas, o objetivo é impulsionar e capacitar jovens talentos e empreendedores

IMG_1274.JPG
Palestra sobre a representatividade feminina no Youtube – Maira Medeiros (Nunca te pedi nada), Becca Pires, Maddu Magalhães, Nátaly Neri(Afros e Afins) e P. Landucci

Solidariedade

Além disso, Daniel Annenberg, secretário de inovação, anunciou uma parceria junto com a prefeitura de São Paulo. As 6.500 barracas utilizadas pelos campuseiros logo ao fim do evento serão doadas para moradores de ruas.

campus_party2.jpg

Games e Simuladores

Esse ano foram cerca de quinze simuladores, entre eles de caminhão (ProSimulador), voo, corrida de carros, realidade virtual, simulador de trânsito, além de outros games que fizeram a cabeça da galera do evento, por exemplo, a todo canto que eu olhava tinha pessoas jogando o game Just Dance 2017, no estande da Submarino, entre os campuseiros ou no estandes de games.

Esse ano o que fez a alegria da galera foi também a corrida de Drones, uma das coisas que mais me deixou fascinado, não sabia que dava para controlar os movimentos deles tão bem. Podemos citar também o combate entre robôs, jogo de escape e além disso uma mini baladinha proporcionada pela TNT Energy Drink.

Problemas

Como todos os anos infelizmente acontece sempre alguma anormalidade no evento, na edição de 2015 por exemplo, a crise hídrica afetou os campuseiros por conta da falta do abastecimento de água. Em 2016 as constantes quedas de energia fizeram os campuseiros reclamarem muito e nesse ano um pouco antes do inicio do evento no dia 31 de janeiro houve uma instabilidade na conexão, pois segundo informações da Telebras, empresa que é responsável pela infraestrutura do evento, ladrões roubaram mais de dois quilômetros de fibra óptica que seria utilizada no evento, problema que foi resolvido logo pela manhã do primeiro dia do evento, antes da abertura dos portões às 9h.

IMG_1230.JPG

Esse ano a velocidade da internet era de 40 Gigabites por segundo, o que por exemplo faz com que algumas pessoas compareçam no evento só para baixar arquivos pesados.

Porque ir a Campus Party nos próximos anos?

Mesmo que você não goste de tecnologia eu te recomendo muito ir à Campus Party, pois é um evento que faz as pessoas terem percepções diferentes sobre o mundo contemporâneo, já que o evento retrata a tecnologia voltada para melhoria de vida das pessoas das mais diversas camadas sociais, como empreendedorismo, representatividade, parcerias e negócios.

– Ah Rodrigo não tenho dinheiro para gastar em um evento desses!

A campus Party todos os anos tem o espaço grátis, a “Open Campus” com atividades gratuitas, por exemplo esse ano, a corrida de Drones, os simuladores, área de games, comidas, escapes e as batalhadas de robôs estavam localizados nessa região do evento.

IMG_1200.JPG

Bom pessoal, espero que tenham gostado do post, em breve estarei trazendo outras novidades e mais conteúdo de eventos aqui para o blog. Confesso que estou bem ansioso por esse ano de 2017.

Ah! Lembrando, se não quiser ficar por fora das novidades do blog, não esquece também de curtir a fã page clicando aqui e ativar as notificações, pois sempre que sair um post novo você será avisado.

Até mais! 🙂