Meu Primeiro Amor (Vídeo)

Quem nunca se apaixonou? se isso ainda não aconteceu com você, se prepara, pois com certeza é um dos momentos mais marcantes da sua vida, agora depende se isso se torna uma coisa positiva ou negativa. No vídeo de hoje eu vim contar sobre a minha frustrada relação com o meu primeiro amor. Só tenho uma coisa pra dizer… espero que gostem.

Ah! Não esqueça de se inscrever no canal, deixar seu comentário e claro, deixa o Joia que me ajuda pra caramba.

Curta a fã page do Blog clicando aqui.

Para ela 5 (FINAL)

EXPLICAÇÃO: Dando continuação a série de textos “Para Ela” finalmente criei coragem, ou melhor tempo para postar a última parte, estava salva no meu celular e eu nem ao menos me lembrava por conta da correria do dia dia, enfim, espero que gostem, boa leitura.

E tudo mudou outra vez!

Eu e a Srta. J, vou nomeá-la assim daqui a pra frente estávamos indo bem, conversando todos os dias, falando sobre exatamente tudo, conversando sobre os medos e segredos, achei o máximo o motivo dela confiar tanto em mim, me falar coisas sobre ela e sobre sua visão de mundo.

Ela como sempre fantástica, com aquele sorriso largo de canto a canto encantador, sério vocês precisavam ver, era tão lindo quando ela sorria. Nem eu me concentrava no que estava acontecendo quando ela começava a falar.

tumblr_m4zxyldEF21qgvpf2.gif

Entre papos e outros comecei a falar sobre alguns assuntos na intenção de chama lá pra sair. Enfim chamei, fiz o convite, na véspera do aniversario dela de 20 anos. Perguntei bem assim:

– Se por um acaso eu te chamasse pra sair, qual seria a resposta?

Lembro me dela ter demorado um tempo pra responder, porém ainda não havia visualizado a mensagem. Foi o segundo momento mais longo da minha vida relacionado a ela. O primeiro havia sido quando me declarei. Enfim a resposta dela foi simples e direta.

– Seria sim, ué!

gifs-gifs-engracados-tumblr-2.gif

Ou seja, alem de ter sido o momento mais apreensivo com ela, era também o segundo momento mais feliz! Ela havia aceitado sair comigo. Eu dava pulos de alegria, enfim não acreditava que aquilo estava mesmo acontecendo.

Marcamos então para sair no domingo seguinte e durante a semana as nossas conversas continuaram. Conversávamos como sempre sobre varias coisas e sobre os nossos dias.

tumblr_lhr51wjqT81qgczs0.gif

Enfim, o domingo então chegou, enfim era a hora da verdade! Marcamos de nos encontrar as 15:00 horas na porta de um cinema em um shopping de São Paulo. Pois o filme começaria as 16:00 horas.

Então encontrei ela, vi-la primeiro, em pé, muito bonita como sempre, fui me aproximando e disfarçando, fingindo que estava olhando para o celular, porém, eu já havia visto, assim que o seu olhar me alcançou ela veio rapidamente na minha direção e tentou me assustar, pensando que eu ainda não tinha visto. Foi cômico e engraçado.

tumblr_lz8sogoua41qgyxkuo6_250.gif

Trocamos poucas palavras ali e fomos diretamente pra porta entrar na sala, estava vazio, sem ninguém, havíamos sido os primeiros a chegar. E ali ficamos conversando!

Assistimos o filme inteiro sem fazer nada, porém a minha vontade era de abraça-la e beija la, porém, tive medo, medo de ser muito invasivo, medo de talvez forçar algo que ela não quisesse, eu não sei o que deu em mim fiquei sem reação e com medo. Medo mesmo, tinha horas que eu nem prestava atenção no filme, ficava olhando de canto como ela estava se sentindo, percebi algumas vezes ela balançar o pé, não sei se era nevosismo ou um pensamento tipo, affz o que ele ta fazendo, porque ele ainda não me beijou, não tomou uma atitude?

Tumblr_lqpt3rmIjB1qhokzho2_250-1-.gif

Tive medo de arriscar algo e talvez colocar tudo a perder, foi então que o filme acabou e peguei ela distraída e perguntei, posso te beijar? Ela parou, e eu nem ao menos entendi a resposta dela, foi tudo por impulso, me aproximei e a beijei. Foi a coisa mais fantástica, mal acreditei que aquilo estava acontecendo, eu finalmente estava beijando a menina que eu estava afim, até a hora que sem querer o óculos dela bateu nos meus olhos e me machucou, acho que isso se deu por conta das nossas posições, é meu caro leitor, seria cômico se não fosse trágico, o primeiro beijo com a Srta. J.

E por ali não ficamos muito tempo, logo saímos e fomos comer algo, peguei na mão dela como se fossemos algo a mais do que ficantes e andamos,

ffgg.gif

Comemos e continuamos conversando, permanecemos ali por quase duas horas, sim com ela o assunto nunca morria e o incrível é que eu sempre descobria algo novo nela e olha, foi difícil me concentrar nas palavras que ela dizia com aquele sorriso, sorriso fantástico que eu fiquei maravilhado.

Enfim, depois de um tempo saímos dali e pra minha surpresa, foi ela quem pegou na minha mão dessa vez. Eu achei aquilo o máximo, o máximo mesmo, meu, não era apenas o máximo, era maravilhoso, ou algum substantivo que some algo maior que isso.

E o dia ia acabando, nos beijamos pela última vez, e percebi que esse foi estranho, não entendi, ela meio que não quis muito, saiu rápido e se despediu de mim. Ok!

Achei por algum momento que ela tivesse vergonha de estarmos nos beijando em publico, enfim fui embora. Era notável por todos o sorriso no meu rosto, estava muito feliz, não me sentia assim por muito tempo! Desde da ultima garota que me apaixonei no fundamental.

tumblr_lmyt88906k1qi3ppwo1_500.gif

Chegando em casa chamei-la no chat e ela prontamente me respondeu, perguntei se havia gostado do dia, como ela se sentiu, e as respostas sempre positivas, dizendo que havia adorado, que tudo foi o máximo, porém havia uma duvida em mim, e daqui pra frente, como seria, a gente continuaria ficando ou só havia sido naquele dia?

Então eu perguntei, dessa vez ela demorou muito, muito tempo para responder e percebi que o simbolo de digitando se prolongava a cada minuto ao lado da foto dela, enfim ela me mandou um texto grande, falando de como tudo tinha sido bom e me deu ENE motivos de que achava melhor nos continuarmos como amigos e nada mais, foi um baque, sim, porém foi melhor ela ter me dito isso, do que talvez eu viver na ilusão de alguém que não goste de mim da mesma maneira que eu gosto dela. As coisas precisam ser reciproca.

6d9954960a47d56745e5db05c0fd5219.gif

E se pra mim foi difícil, bom, a resposta é, não, levei tudo numa boa assim como estou levando agora, sentado na sala de aula, escrevendo e olhando em direção a ela vendo a conversar com suas amigas!

Enfim, parece que essa história que mal engatinhou acabou aqui, afinal, quando não é pra ser, não vai ser. A vida continua e espero encontrar uma outra menina de uma maneira que me chame atenção, como ela me chamou.

Até Mais, Srta J.